Cuidados básicos com o seu filhote de cão ou gato

Cuidados básicos com o seu filhote de cão ou gato

Se você tem um novo companheiro no seu lar, seja ele cão ou gato, para que essa experiência seja repleta de momentos bons, você precisa adotar algumas dicas e cuidados básicos com o seu pet.

 

Aleitamento

Todo animal deve ser amamentado até os 60 dias de idade. Nesse momento, já deve ser fornecido ao filhote a ração em pequenas quantidades. Você pode umidificar a ração ou quebrar em pedaços menores para que seja melhor aceita. Lembrando que o alimente deve ser fornecido em pequenas doses e deve ser divido em 3 ou mais vezes ao dia.
Caso o seu pet tenha desmamado em um período menor que 45 dias, você pode fornecer para ele alguns substitutos de leite maternos ou papinhas de desmame.

 

Vacinação

Imunizar os animais é tão importante quanto o aleitamento. Quando o filhote está mamando a mãe passa, por meio do leite, anticorpos essenciais para o filhote ficar forte e saudável. Quando o filhote para de amamentar, ele fica mais exposto a algumas doenças, por isso o protocolo de vacinação ajuda o filhote a criar uma curva de imunização.
Dê sempre preferência para vacinas importadas. A vacina mais importante para o filhote é a múltipla e a raiva. Abaixo mostraremos alguns protocolos de imunização em filhotes. Lembrando que toda vacina deve ser feita por um veterinário.

Protocolo para cães

Idade

Vacinas

Próxima dose da vacina

45 dias

Múltipla

21-28 dias

66-73 dias

Múltipla

21-28 dias

87-94 dias

Múltipla

1 ano

90 dias

Anti rábica

1 ano

*Existem outras vacinas importantes para os filhotes como a vacina da Gripe, Giárdia e a da Leishmaniose.
Consulte o seu veterinário para inserir essas vacinas no seu protocolo de vacinação.

Protocolo para gatos

Idade

Vacinas

Próxima dose da vacina

45 dias

Quadrupla ou Quíntupla

21-28 dias

66-73 dias

Quadrupla ou Quíntupla

21- 28 dias

87- 94 dias

Quadrupla ou Quíntupla

1 ano

90 dias

Anti Rábica

1 ano

 

Vermifugação e Antiparasitários

Cães e gatos devem estar devidamente vermifugados, por isso, é importante que a primeira dose do vermífugo seja feita nos primeiros 30 dias de vidas e que seja repetida após 15 dias.

Se o animal tiver contato com ambientes externos, a vermifugação deve ser feita mensalmente. E caso ele fique somente dentro de casa, a vermifugação deve ser feita pelo menos a cada 3 meses.

Antiparasitários devem ser feitos sempre de acordo com o peso e a idade do seu animal. É importante manter eles protegidos para que evitem ter pulgas, carrapatos e mosquitos que transmitem doenças e incomodam. O tempo correto de administrar irá depender do produto e marca utilizada.

 

Alimentação

A alimentação do seu cão ou gato deve ser feita de acordo com o peso e idade do seu pet. É muito importante fornecer rações de alto valor nutricional e boa digestibilidade. Toda a ração deve ser fornecida de acordo com a sua tabela nutricional, sempre tomando cuidado com o excesso de alimento.

Caso você opte por fornecer alimento natural para os cães, é preciso que faça uma consulta com o veterinário para que a alimentação seja equilibrada e tenha a orientação correta de dose, tipos de alimento e alimentos indicados.

Não forneça nenhum tipo de alimento natural sem antes consultar o veterinário.

 

Passeios e brincadeiras

Não menos importante, o seu pet precisa ter um tempo para passeios e brincadeiras.
Os passeios na rua são recomendados após o protocolo de vacinação. Os passeios são importantes para que seu pet sinta outros cheiros, socialize com outras pessoas e animais. Assim, estimulará todos os seus sentidos e ficará menos ansioso ou estressado dentro de casa. Não existe um limite para passeios, então quanto mais for feito, melhor.
Algumas dicas na hora do passeio:
* Use uma coleira confortável e segura;
* Não passeie em horários que o sol esteja muito quente;
* Seja firme na hora do passeio para que o seu animal entenda que você o controla.

Dentro de casa você também pode desenvolver brincadeiras saudáveis e seguras. São alguns tipos de entretenimento para o seu cão: usar bolinhas, ossos, brinquedos inteligentes e cordas. Alguns tipos de brinquedos devem ser fornecidos sob vigilância.

 

Dessensibilização dos cães

O momento de carinho com o seu animal é muito importante. Aproveite esse momento de relaxamento para tocar de forma calma todas as áreas do seu pet, como orelha, patinha, barriga e outras áreas mais sensíveis. Isso vai fazer com que seu animal não associe momentos como limpar o ouvido e cortar a unha, sendo momentos de stress.

Cães também podem ser muito sensíveis a barulhos, já que possuem a audição muito desenvolvida. Portanto, se o seu animal apresentar medo a barulhos com fogos, bomba, chuvas e troves, existem algumas coisas que você pode fazer para acalmar e aliviar esse momento:
* Não valorize o medo que ele está sentindo;
* Fornece estímulos positivos quando isso ocorrer como petisco e brincadeiras;
* Mantenha ele em um local seguro;
* O uso de musicoterapia ajuda muito, coloque ele em um ambiente calmo com músicas de relaxamento;
* Para gatos, você pode fazer caixa de papelão, eles se sentem mais seguros;
* Não fique bravo ou estressado com o animal, isso só vai piorar a situação.

 

Animais e Crianças

Animais não podem ser distrações para crianças. Cães e gatos são seres muito amorosos e cheios de energias, mas eles, assim como as crianças, precisam de cuidados diários. As crianças e os animais podem desenvolver uma relação muito sadia de carinho e responsabilidade. Mas se o seu objetivo ao adotar um animal seja distrair uma criança, não faça isso! O animal irá desenvolver uma série de problemas comportamentais. Ter um animal dentro de casa é assumir responsabilidades e junto com todo esse cuidado vem a recompensa de um amor incondicional e um laço fiel.

 

Cuidados de Higiene

Cães em gatos têm a necessidade de banhos, escovação e corte de unhas. Mas existem algumas diferenças:

*Gatos

Eles não são grandes fãs de banhos e nem tem a necessidade de banhos semanais, porque eles mesmo são autolimpante, eles passam o dia fazendo a sua higiene. Caso queira dar banho em gatos, acostume desde pequenos e não ultrapasse uma vez ao mês.

As unhas devem estar sempre aparadas para evitar acidentes, por isso, se o seu gatinho não têm o hábito de gastar as suas unhas, o ideal é que você corte pelo menos uma vez a cada 15 dias.
Gatos amam ser escovados, e é super importante escovar os gatos de pelo curto e pelo longo, pois você pode ajudar ele a se livrar de todo pelo morto, evitando bolas de pelos.

*Cães

Esses se adaptam melhor a banhos, e se o seu cão for de pelo longo, você pode dar banhos semanais ou quinzenais. Sempre lembrando que os animais devem usar shampoo próprio para animais e serem muito bem secos para evitar problemas de pele.
As unhas dos cães também podem ser gastas em pisos, porém se ele não fizer isso, você terá de aparar as unhas dele.

Alguns animais possuem a necessidade diária da limpeza dos olhos e focinho, use produtos indicado para essa região ou soro fisiológico.

 

Custos e despesas

Você já fez as contas de quanto custa ter um animal em casa? Isso mesmo, ter um pet em casa não é simplesmente dar água e ração. O seu pet irá precisar de alimento, medicações mensais, banhos, cuidados de higiene, consultas veterinárias, etc. O último estudo feito, mostrou que em média os brasileiros gastam R$300,00 por mês para os cães e R$200,00 por mês para os gatos. Ou seja, você precisa ficar atento a esses valores e ver se isso está dentro do seu orçamento. Não é recomendado ter um pet se você não tem condição para manter o básico para eles. 

Lembre-se, não é porque seu animal foi resgatado ou abandonado que ele não terá gastos básicos de manutenção.

Quando adotamos um animal temos que ter responsabilidade, comprometimento e o mais importante: estar aberto para receber todo esse amor incondicional que só eles podem dar.

Se mesmo lendo essas dicas você estiver com dúvidas, nos envie a sua pergunta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *